O início

A mais ou menos 2 anos e meio atraz meu braço esquerdo começou a tremer um pouco. Não dei muita importância pro caso. Mas depois de 6 meses os tremores começaram a piorar. Comecei a procurar alguns médicos,
O primeiro médico fez alguns testes comigo. Me pediu dezenas de exames de sangue, cabeça, coluna, urina. totozinho e afins. Me deu alguns remédios e nada. Nenhum diagnóstico. Entre um reseultado mal sucedido e outro esse neurologista perguntava:
- Voce é drogado?
Eu dizia:
- Lógico que não...
(Médico): Voce fuma uma maconhazinha?
(eu): Nunca
(Médico): Dá uma cheirada?
(eu): Jamais

OBS: Nesse quisito eu sou o que muitos consideram como "careta". Não bebo nem fumo.

(Médico): Voce é usuário de eroina?
(eu): Não!!!

E esse tipo de pergunta saia da boca do médio a cada 2 visitas. Até que no último dia depois de várias tentativas sem sucesso dos exames ele perguntou:
- Por acaso sua mulher é macumbeira ou feiticeira? Será que ela não fez algum "trabalho" pra voce?

No começo achei que era piada e dei uma leve risada amarela, aquela de cantinho de boca que voce dá quando a piada é sem gráça mas voce não quer deixar a pessoa sem graça, mas depois eu encarei ele e percebi que estava falando sério.
Desse dia em diante nunca mais voltei lá. Só me faltava essa, em vez de procurar médico teria que procurar uma casa de despacho. ( Nada contra eles, respeito todo o tipo de religião mas acredito na ciencia).
Procurei entre os neurologista quem seria o "pai de todos", quem era a referencia entre eles. Achei e logo na segunda consulta o diagnostico foi feito, seco, direto e sem rodeidos. Como deve sempre ser feito e sempre achamos que estamos preparados. Mas eu me enganei. Eu não estava.

Comentários

  1. Com meu marido foi o urologista quem suspeitou e encaminhou ao neurologista. Já no primeira consulta ele diagnosticou a doença. Agora, que já li e reli tudo o que podia sobre a doença, sei que quando meu marido entrou no consultorio, o médico já sabia o que ele tinha pois os traços são marcantes...

    ResponderExcluir
  2. No meu caso, foi meu Ortopedista quem descobriu.Morava em Salvador na época.
    Que médico maluco esse daí kkkk cara,essas perguntas das drogas é sulreal.Dei boas risadas.
    tem que rir né? fazer o que? Iris

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Um Barco a Motor precisa usar os Remos?

Eu rabisco o sol que a chuva apagou

Não sou mais criança... a ponto de saber tudo!!!