Oi

(Eu): Alô
(Irmão): Oi, sou eu...
(Eul): E aí maninho, tudo bem?
(Irmão): Cara, fiquei sabendo de sua doença...
(Eu): É, fui diagnosticado com parkinson
(Irmão): É cara, fica tranquilo, só me faz um favor?
(Eu): Faço
(Irmão): Meu liquidifiicador quebrou aqui em casa e preciso que voce faça uns coqueteis aqui com o seu tremendo braço.

...Nesse momento eu comecei a rir sem parar, desliguei o telefone e então caí em lágrimas. Não pelo fato de tristeza pelo comentário mas sim de alegria. É, de alegria pois era assim que eu queria ser tratado daqui para frente. Sem dó, sem piedade. Como qualquer outra pessoa que possui uma doença qualquer.

Sou Miguel, tenho 30 anos e fui diagnosticado com parkison aos 28 e tenho como objetivo neste blog mostrar um dia a dia de um parkisoniano, os momentos engraçados as situações inusitadas, os momentos de raiva e alegria e como minha vida mudou, para melhor, depois de diagnostico.

Então vamos lá, um "tremendo abraço a todos".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Um Barco a Motor precisa usar os Remos?

Eu rabisco o sol que a chuva apagou

Não sou mais criança... a ponto de saber tudo!!!