O mal do século é a solidão


Um grande autor inglês de nome Gustave Flaubert escreveu: Tenha cuidado com a tristeza. É um vício.

Isso realmente é verdade. Quando nos acostumamos com a tristeza e o isolamento, é uma ótima maneira de ferirmos a nós mesmos. Achamos que a nossa tristeza ira afetar a sensibilidade de alguns e teremos mais complacência de outras pessoas. Se isolar e se entristecer só mostrará que voce precisa de carinho e atenção absurda que naquele momento voce não está obtendo.

Então, quando voce se sentir triste ou apequenado busque a companhia de outras pessoas. Pessoas que sejam bem humoradas, pessoas que sejam dinâmicas, principalmente pessoas que te façam rir.

Pessoas que façam voce rir. Essa e a chave.

Quando voce vê o mundo de uma forma alegre, bem humorada, fazendo piadas de todas as situações, a vida fica mais fácil de se levar. Temos de viver, pois como disse o autor Oscar Wilde: Viver é a coisa mais rara do mundo. A maioria das pessoas apenas existe.

Quando eu perdi meu pai, durante o velório, houve uma pessoa que me distraiu durante a ocasião. Eu tinha 13 anos e essa idade é quando voce tem a figura do pai, e voce entende que aquela pessoa é o seu herói. E naquele momento o meu herói tinha partido.

Durante o velório essa pessoa me distraiu por algum tempo e fez aquele momento se tornar menos doloroso. :Até me fez rir em alguns momentos. Então, naquelas poucas horas de tristeza, percebi que o mundo não tinha acabado com a morte do meu pai e que o mundo não ia parar para o meu sofrimento e que o mundo continua a girar independente dos meus problemas. A vida segue, e voce precisa de pessoas inerentes a situação para colocar os seus pés no chão e fazer voce voltar a realidade.

Por isso valorizo pessoas bem humoradas, não pessoas que fazem piadas. Por favor, não confundam pessoas chatas que fazem piadas (normalmente prontas) de toda a situação, com pessoas que tem um humor inteligente. Um humor que saiba a hora certa de ser colocado.

As vezes as pessoas mais interessantes são as pessoas que não possuem todas as respostas. Como disse Voltaire: Devemos julgar mais as pessoas pelas suas perguntas e não pelas suas respostas.

Ser bem humorado é diferente de ser engraçado. A pessoa engraçada tem essa característica nos momentos apropriados para ela. É uma característica que ela impõe quando quer independente da opinião de outrem. Normalmente na ânsia de se tornar aceitável pelos que o rodeiam ou medo de não ser notado pela sua falta de qualidade interpessoal.

Uma cena simples que nunca esqueci  foi quando eu estava na fila do Macdonald e um rapaz de maneira séria começa a conversar com a atendente. Ele foi tão bem humorado com a atendente e tão sorridente momento depois, brincando com a situação de não ter o produto que ele queria, que o meu desejo naquele momento era conhecê-lo e me tornar seu amigo. O bom humor dele com a situação, levando as coisas na brincadeira, cativando as pessoas em sua volta e fazendo outra pessoa que ele não conhece sorrir me deixaram com a vontade de ser também igual como suas atitudes.


Busque pessoas bem humoradas com a vida. Tenha-as como amigas. Se rodeiem deles. Voce sentirá uma forte razão de viver. Sei muito bem que nem tudo são flores no dia a dia de um parkisoniano, mas uma coisa eu tenho certeza é que através do humor vemos no que parece racional, o irracional; no que parece importante, o insignificante. Ele também desperta o nosso sentido de sobrevivência e preserva a nossa saúde mental!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Um Barco a Motor precisa usar os Remos?

Eu rabisco o sol que a chuva apagou

Não sou mais criança... a ponto de saber tudo!!!